QUESTÕES

Total de questões encontradas: 30


  • Q190845
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
1

Observe abaixo desenhos e imagens do Instituto Moreira Salles − IMS (2011-17) na avenida Paulista em São Paulo, SP, projeto de escritório Andrade e Morettin Arquitetos Associados.  

 

    

 

 

Em relação aos princípios e às características dessa arquitetura, constata-se que

 

I. o programa e o contexto urbano são dois parâmetros fundamentais para a concepção do projeto, interessando as articulações e as qualidades dos espaços internos do museu, assim como as relações entre o novo edifício e a cidade.

II. a solução encontrada foi transferir o térreo do museu - o seu principal elemento articulador - da base para o centro do edifício, vários metros acima do nível da avenida Paulista, criando uma relação nova e aberta entre o museu, a cidade e seus habitantes.

III. a espacialidade do museu é percebida sobretudo a partir dos vazios do edifício, espaços de circulação e encontro que se espalham entre volumes de programa e fachada.

IV. a pele de vidro translúcida de dupla camada que cobre a fachada confere uma qualidade de luz que carrega consigo o rastro da cidade, trazendo para o interior do museu a memória do mundo que está à sua volta.

 

Está correto o que se afirma em

 
  • Q190846
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
2

Observe abaixo desenhos e imagens do Espaço Público Teatro La Lira (2003-11) em Ripoll, Girona, Espanha, projeto do escritório RCR Arquitectes, vencedor do prêmio Pritzker 2017.  

 

 

 

Em relação aos princípios dessa arquitetura, constata-se que

 
  • Q190847
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
3
Um dos conceitos mais utilizados nas reflexões sobre arquitetura e urbanismo contemporâneos retrata toda infraestrutura, permitindo o transporte de matéria, de energia ou de informação, e que se inscreve sobre um território onde se caracteriza pela topologia dos seus pontos de acesso ou pontos terminais, seus arcos de transmissão, seus nós de bifurcação ou de comunicação. A palavra ou expressão empregada para denominar esse conceito é
  • Q190848
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
4
O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil − CAU/BR define o projeto como sendo o principal elemento estruturante da profissão de arquiteto. Conforme seus documentos de referência, as atribuições profissionais são justificadamente mais amplas, englobando a consultoria e a construção, mas o projeto é o elemento agregador das diversas possibilidades da ação arquitetônica. Ele tem o atributo central de conter a intenção que promove a forma. Já o processo de projeto − a projetação − compõe a intenção, dá-lhe conteúdo, e corresponde à distância entre o desejo e a elaboração da forma. O projeto configura o desejo na forma. Segundo o CAU/BR é correto que
  • Q190849
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
5
O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil − CAU/BR, guardando sintonia com a norma NBR 13531 − que fixa as atividades técnicas de projeto de arquitetura e de engenharia exigíveis para a construção de edificações −, propõe opções para a definição das etapas de projeto. Segundo o CAU/BR, a subetapa ou atividade que consiste no gerenciamento das atividades técnicas desenvolvidas por profissionais de diferentes formações profissionais, as quais se destinam à consecução de plano, estudo, projeto, obra ou serviço técnico chama-se
  • Q190850
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
6

Observe abaixo desenhos e imagens da Unidade de Queimados Hospital Vall D’Hebron (2003-06) em Barcelona, Espanha, projeto de Corea & Moran Arquitectura. 

 

 

 

Em relação aos princípios estruturais dessa arquitetura, constata-se que

  • Q190851
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
7
Segundo a NBR 13133 − que fixa as condições exigíveis para a execução de levantamento topográfico −, o levantamento dos limites e confrontações de uma propriedade, pela determinação do seu perímetro, incluindo, quando houver, o alinhamento da via ou logradouro com o qual faça frente, bem como a sua orientação e a sua amarração a pontos materializados no terreno de uma rede de referência cadastral, ou, no caso de sua inexistência, a pontos notáveis e estáveis nas suas imediações, chama-se levantamento
  • Q190852
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
8

Considere abaixo o desenho de um Levantamento Topográfico. 

 

                      

 

O perfil do terreno representado pelo Corte AB é:

  • Q190853
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
9
 Nos projetos de sistemas de prevenção contra incêndio, os extintores portáteis são peças obrigatórias e essenciais, e a quantidade e localização dos mesmos é estratégica. Os extintores portáteis de espuma, destinam-se como norma a combater incêndios das Classes
  • Q190854
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
10
O material empregado em serviços de impermeabilização, de consistência pastosa, com cargas adicionais a si, adquirindo, o produto final, consistência adequada para ser aplicado em calafetações rígidas, plásticas ou elásticas, denomina-se
  • Q190855
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
11
A pressão máxima a que se pode submeter um tubo, conexão, válvula, registro ou outro disposto, quando em uso normal numa instalação hidráulica, denomina-se, pressão de
  • Q190856
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
12
Nas instalações elétricas e telefônicas o cabo formado por dois ou mais condutores isolados, ou cabos unipolares, dispostos helicoidalmente, sem cobertura, denomina-se
  • Q190857
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
13

A intervenção ergonômica na construção civil é mais difícil do que nas outras indústrias. São vários os fatores que contribuem para isto: o local de trabalho é mudado frequentemente; há grande rotatividade dos trabalhadores; muitos trabalhadores são contratados por empreiteiros terceirizados e não há um especialista em ergonomia presente na obra.

 

O trabalho na construção é um trabalho penoso, e requer posturas que desafiam a ergonomia, mas a intervenção ergonômica é possível na construção. As possibilidades de intervenção da ergonomia na construção, tornam-se efetivas ao gerar mudanças

 

I. nos materiais de trabalho.

II. nas ferramentas e equipamentos.

III. nos métodos e organização do trabalho.

IV. no treinamento e programas de exercício.

 

Está correto o que se afirma em

  • Q190858
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
14

Nos projetos sustentáveis as demandas em termos de instalações, superfície, conforto, destinação a um tipo de uso e atividades que serão desenvolvidas, possibilitarão ou não a preservação de recursos e a redução dos desconfortos ambientais ou a promoção da vida coletiva. Sob esse ponto de vista, considere:

 

I. A diversidade funcional, na escala do edifício ou do bairro, representa a principal diretriz para o desenvolvimento sustentável da cidade.

II. Diferentes funções em um mesmo bairro, como espaços de convívio, trabalho, lazer, comércio, ensino e formação, segregam espacialmente as populações menos favorecidas, reforçando as ilhas de exclusão social.

III. Minimizar os deslocamentos, reduzindo de forma considerável as emissões de gases de efeito estufa, implica numa melhora significativa da qualidade de vida dos cidadãos.

IV. Um edifício, ou um empreendimento imobiliário, pode criar ou melhorar a diversidade funcional ou, até mesmo, integrar em seu próprio programa os usos múltiplos, melhorando a qualidade de vida dos usuários.

 

Está correto o que se afirma em

  • Q190859
  • FCC
  • 2017
  • DPE-RS-Analista - Arquitetura
15
O termo utilizado para descrever uma edificação que consome, em um período mínimo, a quantidade de energia (aquecimento, ventilação) que autoproduz (ganhos solares passivos e ativos), apresentando, portanto, um balanço energético neutro, ponderado pelas condições climáticas e pela boa utilização do edifício, denomina-se